Vídeos

Conheça nosso restaurante, aberto ao público sábados e domingos



Noite Maravilhosa com Cristiano Lemos e Cristiano Valério, muita comida, bebida, conversa e música boa! Tributo a Almir Sater, ao término do espetáculo algumas músicas a pedido do público para finalizar com chave de ouro. obrigado a todos que prestigiaram o evento!!!


 

Reportagem exibida no programa Viação Cipó e no Estado de Minas

http://sites2.uai.com.br/guiagastronomia/cambuquira_kenga.htm

E durante a temporada de baixas temperaturas que a hospitalidade mineira se aflora ainda mais e a culinária se torna sinônimo de aconchego. Com a lareira acesa, um bom vinho à mesa e um prato muito curioso, Maritza Santana Arbex recebe os viajantes no Hotel Fazenda dos Anjos, em Cambuquira, a 324 quilômetros de Belo Horizonte, no Sul de Minas. “Aproveitem para respirar o ar puro”, aconselha. A natureza que rodeia o hotel encanta e abre o apetite. Rapidamente, ela serve a famosa kenga. “Resgatei esse prato do livro de receitas da minha avó”, conta. “Dizem que as mulheres da vida chegavam em casa cansadas e com fome, juntavam sobras de comida e faziam um ‘anguzão’ reforçado”, conta. A iguaria enche os olhos e não há como não repetir diversas vezes. “É o sucesso aqui do hotel”, afirma Paulo Sérgio Arbex, marido de Maritza. Segundo ele, o nome do prato é motivo de brincadeiras. “Sempre que há um casal de hóspedes, peço à mulher para deixar o companheiro saborear a kenga. Elas ficam assustadas, mas logo levam na gozação e apreciam a iguaria”, brinca Arbex. Satisfeitas, as visitas aproveitam para conhecer um pouco mais o aconchegante hotel-fazenda. “O inverno aqui é bem rigoroso e atrai turistas. Para aquecê-los, construímos lareiras em todos os quartos e, à noite, fazemos rodinhas de violão e servimos vinhos”, conta Maritza. Incentivadores do turismo rural, os Arbex sabem como cativar seus hóspedes. Além do conforto, a culinária do hotel sugere paz.

Como fazer Kenga

Refogar o frango, temperado a gosto, com uma colher de (sopa) de óleo. Levar em fogo alto e cozinhá-lo com um litro de água (ou até cobri-lo), por 40 minutos. Reservar o caldo e desfiar a carne. Bater no liquidificador, com um copo (americano) de água, o tomate (sem pele e sementes) e coar. Em uma panela untada com óleo, refogar a cebola, o tomate batido e coado e o cheiro verde. Deixar em fogo alto por 10 minutos. Acrescentar o pimentão e deixar por mais cinco minutos em fogo brando. Acrescentar a metade do frango desfiado e reservar. À parte, levar um litro de água ao fogo alto, com o caldo que foi reservado do cozimento frango, até levantar fervura. Pôr o milho verde. Dissolver o fubá em meio copo (americano) de água e virá-lo na água fervente com o milho. Mexer até engrossar, ainda com a panela no fogo. Depois, pôr a outra metade do frango e misturar. Abaixar o fogo e deixar cozinhar por 15 minutos. Pôr a colher de manteiga e 200 g de lingüiça frita. Misturar bem. Despejar em uma panela e pôr o molho por cima. Misturar, salpicar com o restante da lingüiça e o queijo ralado.

Receita fornecida por Maritza Santana Arbex, de Cambuquira: (35) 3251-4004


Trilhão dos Anjos